[:pb]Sales Impact! aposta em 2018 como o ano da profissionalização de vendas[:]

profissionalização de vendas

[:pb]A Sales Impact!, empresa brasileira especializada em gestão de canais de distribuição e geração de demanda B2B, começou o ano de 2018 em grande estilo. Após investimento inicial de R$ 5 milhões, e a aposta em uma plataforma completa de serviços para impactar vendas, a companhia colhe os frutos do crescimento, e inaugura a nova sede no WeWork Torre JK Iguatemi.

Em 2017, mais de 10 mil empresas em todo o território nacional foram influenciadas pela Sales Impact!, o que gerou cerca de R$ 70 milhões em vendas para os clientes. Ainda, ao longo de todo o ano, a Sales Impact! apoiou mais de 520 canais de distribuição. Para 2018, as previsões são otimistas: dobrar o faturamento, chegando em R$ 20 milhões com foco na profissionalização dos canais de vendas.

“A maneira mais segura das empresas investirem na retomada de 2018 será profissionalizando e escalando o ecossistema de vendas indiretas”, diz o CEO Marcelo Vidigal M. de Barros. “Ainda teremos um grande desafio nos próximos 12 meses, pois são poucos os dispostos a fazer investimentos novos em estruturas de vendas e marketing próprias, unidades que são mais difíceis de se desfazerem. Por outro lado, todos os indicadores apontam que este é o momento ideal de voltar a investir para capturar o crescimento que vem por aí”, completa o executivo.

A Sales Impact! ajuda empresas justamente neste desafio: o de ampliar resultados com soluções que alavancam as vendas dos canais indiretos. “Nossos clientes confiam em nós para gerar maior volume, frequência e capilaridade de vendas. Fazemos isso integrando pessoas, processos, ferramentas e inteligência, aumentando a eficiência dos times de vendas, otimizando investimentos em geração de leads e melhorando o retorno de ações de comunicação, incentivo e treinamento de canais”, explica Marcelo.

Atuando para empresas como Microsoft, HP Enterprise, HP Inc, Amazon e IBM, a Sales Impact! também vem consolidando a posição de inovadora, e apoiando empresas da nova economia. “Estas empresas precisam crescer rapidamente para atingir os compromissos com investidores. Muitas têm competência de sobra em tecnologia e modelos de negócios inovadores, mas precisam de ajuda para gerar leads e construir um ecossistema de canais de distribuição”, reforça o CEO.[:]